FELIZES PARA SEMPRE

"Quem sabe o príncipeVirou um chato?"Quem sabe a megeraNão fora princesaSabe o patinho feio?Era um cisneQue fora abandonado Pérolas aos três porquinhosEles têm que trabalharE só. Acredite em suas ambiçõesDigo, em seus sonhosDe riquezaE talvez você se torneO ladrão de gigantes Narizes crescemMas as pernas são curtas E só os espelhosOusamDizerA verdade. https://youtu.be/bFRBQjBuQmo

O veneno da maçã

Era uma vez uma Branca de Neve, Branca de berço, branca de trono. Não era cinza como a Cinderela, Era branca de pele e condição Teve a madrasta, que já fora princesa Mas princesas morrem: De coração arrancado, De presente envenenado, Ou de tempo inevitável; Vossa alteza lagarta, Vossa magestade borboleta, As Rainhas têm reflexo... Continuar Lendo →

Ferida a vácuo

Ferida a vácuo segunda-feira, 25 de março de 2019 20:09 Por trás do vento quente Água salgada e ardente Por trás da lágrima mal corrida Poros abertos de inchados Por trás da pele inflamada Vasos capilares em turbulência Por trás das veias mais expostas Sangue. Vermelho. Vivo. Líquido. Por trás do rio enclausurado em ser... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑